Entre as maiores invenções da humanidade

Última conta dividida por todos na mesa…

Costumo dizer que o ser humano já inventou muitas coisas idiotas e tiro sarro delas, como alguns de vocês já conferiram por aqui. No entanto, devo reconhecer que foram inventadas algumas coisas boas também. Uma delas, que confesso estar entre as minhas preferidas, se chama comanda individual.

Se tem alguma coisa que me irrita muito, me deixa desgraçado da vida, é ir a um restaurante, ou qualquer outro ponto em que se gaste, e dividir igualmente a conta entre os integrantes do grupo. Isso porque SEMPRE terá diferenças entre os gastos e a divisão igualitária é injusta! Um grupo que se preze tem que ser unido e aceitar as merdas da vida sempre, menos na hora de pagar a conta. A conta é a exceção que faz da união do grupo uma regra a ser seguida.

Como um bom azedo, também sou sovina. Ou vocês conhecem algum mal humorado, estressado que seja mão aberta? Difícil! Os felizes não se preocupam com dinheiro, estrutura, dívidas etc. Os positivistas, os otimistas, trabalham, torram, se divertem e foda-se. E não estou dizendo que eu seja melhor que eles, nem que eles estejam certos. Estou dizendo apenas que tende a ser assim. Portanto, o azedume aqui é mão de vaca de primeira grandeza, como vocês podem conferir no texto sobre as vaquinhas também.

Dando continuidade à questão da divisão da conta. Às vezes, quando menos esperamos, aparece um e-mail ou um maldito invite no Facebook convidando para um evento qualquer. E em meio a esses convites surgem alguns de pessoas importantes, que beiram ao irrecusável. Resumindo, é preciso comparecer mesmo que você não esteja com tanta vontade assim de ir (para não dizer outra coisa).

Falo por mim, mas é fácil imaginar que todo o pão duro que se preze olha os preços das coisas que vai consumir e pisa no freio para não cometer loucuras. Reunir o grupo se torna uma loteria. Você nunca sabe se vão dividir o valor igualmente ou se cada um vai pagar o que consumiu. Já pensei várias vezes, entre os pedidos de bebidas e as risadas iniciais, pedir licença e perguntar: “pessoal, pessoal, fiui! Peço uma licença, licencinha, silêncio… Sei que é cedo para falarmos nisso, mas vocês já decidiram como vamos pagar a conta? Dividida entre todos ou cada um paga o que consome? Obrigado.” Já imagino o silêncio, as pessoas se olhando, olhando para mim, se olhando, olhando para mim. Seria um verdadeiro soco no estômago desse sistema ridículo no qual alguns se dão bem e outros se fodem profundamente. Aí tudo seria mais simples. Vai dividir igual? Ok, vou lá e chuto o balde. Consumo o que eu quiser na quantidade que eu quiser. Cada um paga o seu? Sigo minha rotina de economia no meu canto.

No meu caso, eu sempre pego um prato barato, uma bebida e deu. Aí lá para o fim da confraternização eu lembro que a comanda não é individual e provavelmente o ser que pediu o prato com o preço mais absurdo vai lançar na rodinha quando a monstruosa conta chegar: R$ 1.500, se dividir entre todos dá 250 pra cada um. Nem dá tanto vai? De boa.” Claro né miserável? Para você, que comeu lagosta com caviar e pediu o vinho mais caro da casa, R$ 250 reais nem é tanto assim! É “de boa”. E o filho da puta aqui que pagará esse valor num refrigerante e num prato de arroz, feijão, fritas e salada? Como fica? A merda é que a maioria consumiu miseravelmente e clama pela divisão da conta, enquanto quem consumiu pouco entra na onda para não pagar de chato.

Como não tenho dificuldades em assumir minha chatice, às vezes corto a brincadeira e falo que vou pagar o que consumi mesmo. Mas tenho certeza que tem chupim que cria esses milhares de convites de forma proposital, escolhendo lugares SEM comanda individual para tirar a barriga da miséria à custa dos outros. Certeza. Para esses, a comanda individual é um verdadeiro chute no saco.

– Pois não senhor?

– Olá, esse restaurante tem comanda individual?

– Não temos senhor, lamento…

– Perfeito, reserva uma mesa para mim e outros 15 amigos. Vou lançar o invite no Facebook. Obrigado.

Cretinos… Para finalizar, falarei dessa maravilha de comanda individual. Tem coisa mais justa? Por favor, se conhecerem algo mais justo que esse, comente no texto. Não tem. A ideia é simples. Cada qual com sua comandinha, o que você consumir estará ali registrado. Olha que beleza? Na hora de sair cada cidadão paga o que está ali. Deus, como as invenções mais simples são as melhores! Acaba com a máfia da divisão de contas! Tudo que eu quero é sair e pagar o que consumi. É pedir demais? Cacete isso é pedir demais uma coisa simples como essa!? Quem comentar também responda essa pergunta por favor.

Pensei em propor um abaixo assinado para uma lei que imponha a comanda individual, ou pelo menos que faça os estabelecimentos terem a obrigação de oferecer essa opção. Porque a verdade é que eles estão pouco se lixando. Estão preocupados em cobrar a conta, incluir os 10% e dane-se. Ela sendo paga é o que interessa. Capaz que os garçons rachem o bico ainda por cima:

– Nossa manolo, o magrelo ali comeu arroz e farofa e tá pagando 500 reais. Dá um ligue! Huhauhauha trouxa!

Portanto, só na base da lei, amigos, da imposição! Mas no fundo não iria dar certo. Porque a maioria acaba prevalecendo. E vocês sabem como é a maioria dos seres humanos né? Preciso dizer ainda?

Anúncios
Published in: on novembro 8, 2012 at 9:48 pm  Comments (5)  

The URI to TrackBack this entry is: https://hilariodiario.wordpress.com/2012/11/08/entre-as-maiores-invencoes-da-humanidade/trackback/

RSS feed for comments on this post.

5 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Bom texto. Nível melhorou muito. Parabéns.

    Arnaldo Jubelini Jr.

  2. Meu, quem é você? Minha reencarnação masculina? Pq na boa, ta pra vê alguém resmungão ácido irônico! Acho great! E o melhor ainda usamos os mesmos argumentos! Vou ler todos os seus posts, vice? Parece que estou vendo meu eu-lírico emputecido possuído pela escrita. Demais.

    • Oi Adriana, que bom que gostou, huauhahua! Decidi criar o blog depois de perceber o quanto as pessoas achavam engraçados meus ataques de fúria, meu jeito ranzinza e resmungão. A revolta é tanta que chega a ser hilário, geralmente. Não deixe de acompanhar. Comentários como esse me animam bastante na hora de criar novos posts. Obrigado pelos elogios!

  3. Tem uma teoria perfeita que explica tudo isso aí: http://pt.wikipedia.org/wiki/Trag%C3%A9dia_dos_comuns
    http://www.teoriadosjogos.net/teoriadosjogos/list-trechos.asp?id=6

    Você pode comprar um livro a respeito, levá-lo à próxima comemoração e bater com ele na cabeça do cara que pediu lagosta.

  4. Auahuahuahauha é sangue não adianta, vaquinha e rachar a conta sempre vão ser males da sociedade. Eu me adiantei a esse problema, o esquema é pegar a porra da comanda e já dividir sua parte. Já passa pro próximo informando “a MINHA PARTE deu R$ XX,XX vo passa no cartão, já vê ai quanto deu a de vcs”. Quem gostou, gostou… quem não gostou que pague a minha conta. Abraço sangue


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: