Trânsito: a dose de estress no começo e no fim de cada dia

Muitas coisas do dia a dia são irritantes, mas pouquíssimas superam o trânsito de uma grande cidade. Isso se justifica porque todo ser humano é um filho da puta, uns mais outros menos, mas a ocasião na qual esse fato fica

"Um viva para o caos do trânsito!" By Lucifer

mais claro é quando enfrentamos enormes congestionamentos. No trânsito é cada um por si e o Homem prova por A+B que a individualidade e o egoísmo fazem parte de sua essência podre.

Minha namorada fica impressionada quando está comigo no carro. Eu estrebucho de raiva, lamentação, desânimo, ódio, tristeza, fúria e mágoa a TODO momento. Todos os dias são iguais: gente cortando pra sua faixa do nada, animal não dando seta, lerdeza absoluta, semáforo que não abre e quando abre fica cinco segundos, cretinos cortando a fila pela faixa do lado depois querendo entrar na sua frente, escrotos que não dão uma diminuída MÍNIMA para você poder atravessar a pista para virar em outra rua e tantos outros problemas.

Algo que me irrita muito são aqueles filhos da puta que acham que podem parar em qualquer lugar do mundo, desde que estejam com o pisca alerta ligado. Duas faixas, trocentos carros, e o miserável lá, com o pisca ligado, esperando alguma merda, ou simplesmente querendo foder com o horário dos outros. Ou então parado em fila dupla, com seu pisca alerta imponente e onipotente ligado, dando condição para qualquer afronta à sociedade. Não tem problema nenhum parar por horas ali, é só ligar o pisca alerta! E o bom senso fica aonde? No rabo?

Falando em bom senso, quem me conhece sabe que tenho mania de apelidar coisas banais. Com tanto tempo perdido em trânsito, passei a nomear pontos cruciais de trajetos que costumo fazer. Por exemplo, nos tempos que trabalhava na Av. Paulista, tinha o “Farol da Morte”. Eu sempre era obrigado a enfrentá-lo após o meu antigo emprego. Ele fica na Rua Vergueiro, no trecho em que atravessa a Av. Tancredo Neves. Parece que São Paulo INTEIRA precisa passar por ali. Há diversas outras formas de atravessar porra! Eu era obrigado porque ia de ônibus, mas os infelizes insistiam em super lotar aquele mísero gargalo. Quantas horas perdi no terrível Farol da Morte? Muitas. Só Deus sabe quantas.

Quando mudei de emprego achei que me livraria desse inferno, mas sai de um para cair em outro: a “Ponte das Lamentações”. Esse trecho é para atravessar a Domingos de Moraes, próximo ao shopping Santa Cruz, um semáforo que fica ao lado do colégio Arqui Diocesano. Demora tanto para atravessar o viaduto ali que apelidei de Ponte das Lamentações, justamente por dar tempo de pensar em tudo que você mais lamenta na vida. Dá para pensar nos seus erros, lamentar seus fracassos etc etc. Todos os pecados são perdoados na ponte das lamentações, imagino que lota tanto pelo número de fiéis de todo o mundo buscando a salvação que só ela pode dar.

O trânsito também tem seus estereótipos. O japa da feira em sua Kombi assassina; o mano de carro velho cheio de acessórios e som alto pagando de fodão; o velho com seu veículo antigo andando bem devagar, achando que tem muita vida pela frente para ter pressa; a mãe levando os filhos pentelhos para a escola; a patricinha e o playboyzinho com seus carrões achando que podem tudo no trânsito, assim como podem em casa, etc. As mulheres são as piores. Não podemos generalizar, mas 95% do sexo feminino têm uma dificuldade enorme em dirigir. Eu já identifico quando é mulher pelos erros que costumam cometer. Erro de quem realmente não sabe o que está fazendo. Quando homem faz merda é mais por desleixo, não por não saber.  Como diz meu pai: não tem lugar que mulher leva mais a sério o “primeiro as damas” que no trânsito.

No meio desse cenário, tem o enxame (lá vou eu com minha mania de nomear). As abelhas do trânsito zunindo nos nossos ouvidos, conhecidos também como motoboys. Você para no trânsito e é aquele “biziouuuum”, “bizioummm”. Isso quando não buzinam no seu tímpano, já que alguns além de encherem o saco no corredor passam buzinando, mandando um “estou aqui viu? Cuidado”. Bicho, FODA-SE que você está aí. Odeio motoqueiro. E se não der espaço para passarem o bando vem querer xingar, ofender etc. O RAÇA do CARALHO!

Outra raça filha da puta é a cambada da CET (Companhia de Engarrafamento de Trânsito). Sempre que vejo um caos pior que o habitual eu penso: quer ver que tem alguém da CET “organizando” o trânsito? Dito e feito. Esses filhos da puta sempre que se metem na parada mais FODEM do que ajudam. Não sei se é porque todos têm medo de levar multa e andam devagar quase parando para não infringir nenhuma regrinha, já que esses lixos rezam para que aconteça qualquer deslize. Como deve ser ter como objetivo no trabalho estragar o dia dos outros?
– O que faz da vida?

– Ah eu fodo os outros. Aplico multa adoidado.
Porra que legal, você é um filho da puta de carteira assinada. Parabéns campeão!
Para finalizar, vou citar o que meu primo falou quando comentei da CET. “Porra velho um acidente simples em uma faixa eles vem com a picape e interdita mais 2… ai de 4 faixas sobra 1…

Vou nessa que esse texto já tá gigante.
Trânsito na escala do terror

DEEEEEEEEEEEEEEEEEEZ!

Anúncios
Published in: on março 29, 2011 at 12:23 am  Comments (6)  

The URI to TrackBack this entry is: https://hilariodiario.wordpress.com/2011/03/29/transito-a-dose-de-estress-no-comeco-e-no-fim-de-cada-dia/trackback/

RSS feed for comments on this post.

6 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Texto Fodissimo!! como sempre..hehe
    Você disse exatamente oq todos pensamentos, naum falamos e ficamos nos lamentando no nosso interior..ahfuhadf

  2. auhauhau é foda, seta é uma coisa que ou o cidadão usa errado ou não usa… além do já mencionado no texto sobre o mal uso do pisca-alerta, existe o inverso do uso principal de um pisca que é: INFORMAR QUE VC VAI FAZER UMA CURVA!!! PQP sempre existe um CORNO, pq só sendo um chifrudo e com muito galho na frente da cara pra não ver um pedestre querendo atravessar a rua e o FDP não usa o pisca. Vc querendo atravessar tem que adivinhar se aquele galhudo vira ou não em cima de vc e depois te mete uma buzina. Ou então os que esquecem até pra onde estão indo que vc ve lá da puta que pariu o pisca ligado e o VIADO VELHO de memoria curta passar batido em tudo que pode. São Paulo é o inferno das cidades, quem mora aqui sabe disso… podemos apelidar cada esquina que existe nessa joça, pense nos feriados… os pedagios são como o limbo… todo mundo querendo chegar a algum lugar mas não tem certeza se vão conseguir e tem que passa por uma tormenta e agonia por horas. Avenidas cheias de radares prontos pra sugar seu sangue, milhoes de trevos das ilusoes vc acha que vai cortar caminho e perde o dobro do tempo parado na merda do trevo. Motoboy é dos inferno, já andei de moto e sinto falta da minha magrela mas é uma raça que não respeita nem eles mesmos, quem acelera mais é rei os outros que se fodam e saiam da frente… na verdade so se unem mesmo quando rola acidente ai saem até do tanque de combustivel do acidentado… pqp! Minha tradução para CET – Cambada que Estraga o Transito, eu que comentei com o Rá sobre a merda das picapes desses FDPscansei de ver acidentes simples de um carro bater na traseira de outro e esses DEMENTES bloquearem pistas sem a menor necessidade, fodendo totalmente o transito. Triste é quando passa no noticiario o reporter com aquela voz de que “TUDO VAI FICAR BEM!”… “Duas carretas bateram, MAS a CET já está no local para controlar a situação!” CARALHO nunca vejo esses merdas fazendo nada direito.
    Chega senão eu não durmo só xingando essa raça, abraço sangue!

  3. Huahauhauaha o texto comenta algumas coisas interessantes q me fazem refletir td vez q pego no volante…

    Mas a vdd q o q mais me chamou a atenção e d fato é a única coisa q vou comentar dessa vez num texto por aqui é o fato mencionado sobre os guardinhas d trânsito. A única coisa a mencionar sobre esses fdps é q o trabalho deles é semelhante ao d um ator pornô, ou seja, só colocam no rabo dos outros e recebem um bom cachê por isso! Hahaha!

    É isso! Só acho q faltou ser mencionado sobre os taxistas tmb mano, q são tão pé-no-saco qnt os motoqueiros!

    (O comentário mais curto q já fiz, ahuaha)

    Abraço dom!

  4. Por essas e outras é que eu vou de bike 🙂

  5. Cara, é a 1ª vez que entro no seu blog, e tenho que te parabenizar pelo que você escreve!! Com muito humor, você praticamente tira os pensamentos que estão dentro do MEU próprio cérebro e bota no seu site!! Não me refiro nem à esse texto (tô postando aqui por ter sido o último públicado, lol), mas à tudo que você já escreveu. Temos as mesmas opiniões!!

    Abraço, continue com o ótimo trabalho.

    • Vini,

      Mto obrigado pelo seu apoio. É por comentários assim e pessoas que curtem o blog que eu não deixo de escrever, mesmo recebendo tantas ofensas algumas vezes.

      Valeu mesmo pelo apoio e espero que continue acompanhando o blog

      Grande abraço!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: