Fofoca: uma arma terrível e constante

Vai passando até chegar em você

Vai passando até chegar em você

Um dos passatempos prediletos da humanidade, se não for o principal, é falar mal da vida alheia. Típico de quem não tem o que fazer, ou até tem, mas prefere meter o pau nos outros, seja nas escolhas, no cabelo, no corpo, na personalidade etc etc etc. Isso não é de hoje, nem de ontem, mas dos primórdios da nossa História (a lá enredo de escola de samba). Todo mundo já tomou pau da sociedade. Imagino que a crítica da época deve ter metido o cacete na “Monalisa”, principal obra do eterno  Leonardo da Vinci. “Que sorrisinho é esse? Horrível! Coisa de viado mesmo, tinha que ser boiola.” Pelé, Rei do Futebol, reconhecido mundialmente, mais de 1,200 gols na carreira, cinco títulos mundiais, leva críticas até hoje. “… Porque ele não assumiu a filha, porque ele não era tão bom assim, porque só fala merda blablabla…” E, pasmém, até Cristo, o perfeito, foi criticado, torturado e morto pela maldita sociedade.

A verdade é que, quando alguém começa a despontar e se separar dessa horda de cães sarnentos incompetentes e infelizes eles conspiram para te derrubar. E, mesmo quando não despontam, eles já querem te fuder. Eu, particularmente, sempre fui criticado por várias coisas, mesmo sendo mais um merda em meio a esse estrume que é a sociedade. Um exemplo. Na minha pré-adolescência era baixinho e tiravam sarro. Quando cresci fiquei magrelo, e passaram a falar disso, óbvio. “Ai como o Ra tá magrinho gente…” Quando malhei e fiquei um pouco melhor, virei o narigudo. E se fizer uma plástica no nariz e ficar sarado de vez vão falar que estou muito branco. Se eu for para um bronzeamento artificial vão comentar que estou ficando careca. Faço implante e dirão que o conjunto ficou estranho, que não sou eu ali. Então o jeito é tocar o foda-se e mandar todo mundo pra casa do caralho!

Quem está na faculdade sabe o quanto é difícil arrumar um estágio. Para mim, não foi diferente. Agora, pergunte se a sociedade liga para isso? Para ela você é um playboy, que não quer trabalhar e fica às custas do papai. Lembro de uma vez que fui numa reunião familiar, todos presentes para o aniversário do meu avô. Nisso, uma tia avó, que o diabo a tenha, disse em alto e bom som, com uma dicção invejável: OLHAAAAA  AÊÊÊÊÊÊÊÊ!!!!!!!!!!! CHEGOU O VAGABUNDO!!!! Preciso dizer a raiva que fiquei? Preciso né? Deu uma vontade de chegar dando uma voadora na cara, socar, virar a mesa do jantar, derrubar o lustre e mandar todo mundo se fuder. Porque eu sei que no local não tinha um filho da puta que não concordasse com o que ela falou, pelo menos ela teve coragem de falar.

Não importa o que você faça, vão arrumar alguma coisa para te criticar. Você compra um carro popular já vem aquela visão: “é, legal, mas é simples né? Não tem direção elétrica, ar-condicionado, só duas portas… Não gostei”. Beleza, compra um Ford Fusion. “Vocês viram que carrão? Se acha né gente? Querendo ostentar só porque está numa posição favorável, graças ao papai, que arrumou emprego para ele.” Se comprar um meio termo, nem popular, nem “de grife”, com direção elétrica, quatro portas, som, ar-condicionado, banco de couro, confortável e bonito e o que dizem? “Ah mas é carro de mulher né? Esse design é bem feminino.” Na boa, vai se fuder porra, vai transar, vai cuidar da sua vida caspita!

Exemplos não faltam. Se você é porra louca é uma desgraça para os pais, se é certinho é um bobão boca mole filhinho da mamãe. Se comprou um videogame de última geração já falam que você é um crianção, que deveria investir em si mesmo. Eu estou investindo em mim cacete! Na minha diversão! A de vocês é falar merda dos outros, uma das minhas é jogar. Simples.

Uma vez estava no emprego, feliz pela notícia que teria três semanas de férias coletivas e, de forma inocente, comentei: “Que bom galera. Tempinho legal, vou poder descansar, ando meio pregado.” Aí o cidadão chega e fala: “Quanto tempo você tá sem férias? Um ano e meio? Eu estou há 8 anos sem férias e você reclamando, que na sua idade eu fazia isso e isso e mais isso.” Falem a verdade, é ou não é DE FUDER? Velho, FODA-SE. Eu não perguntei porra nenhuma de quanto tempo você está sem férias. Se você é um corno fudido, idoso e perdedor não desconte nos outros. Falei mais ou menos isso, de uma forma muito, mas muito mais leve. Não, sinceramente, eu devo ter sido muito filho da puta em outra vida, não é possível!

Olha, Deus sabe o que faz viu? Tenho dificuldade de engordar, ganhar massa muscular. Se eu fosse forte, lutasse um jiu-jitsu, um kung-fu ou outra arte-marcial resolveria tudo na porrada. Sem discussão, sem nada. Falei algo, você discordou a gente resolve na porrada. Huahahah!

A fofoca na escala do terror

Mexe de maneira forte com o mental e, principalmente, o psicológico. E de forma constante, desde seu nascimento até a morte. No entanto, não afeta muito o físico. Pode até ajudar neste quesito, te dando força para melhorar fisicamente e calar a boca desses pulhas. Para mim, merece um 9,1 na escala do terror. E vocês? O que acham?

Obs: já mandaram alguma senhora fofoqueira se fuder hoje? Viva a sua vida e toque o foda-se para as picuinhas desse lixo chamado sociedade. Ah, e quem leu até aqui, riu, curtiu o texto e vai sair sem nem deixar um comentário como “legal, gostei do texto, parabéns” vai à merda também! É muito egoísmo e falta de consideração não deixar nem uma mensagem de apoio ou crítica a quem ficou um bom tempo escrevendo isso aqui. Quem apoia e comenta sempre um MUITO OBRIGADO! Abraço!

Anúncios
Published in: on junho 7, 2009 at 10:28 pm  Comments (21)  

The URI to TrackBack this entry is: https://hilariodiario.wordpress.com/2009/06/07/fofoca-uma-arma-terrivel-e-constante/trackback/

RSS feed for comments on this post.

21 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Deeeeeixa po entra num ouvido e sai no outro xiu xiu xiu xiu xiu hhheheh
    Mas é verdade tem gente que infelizmente precisa menosprezar o outro para se elevar. Por que se comparar ao outro? Por que ao invés de querer ser “melhor” que o outro não tenta ser melhor que si mesmo? Se preocupe com a vida do outro se for pra ajuda-lo não é mesmo??

  2. Olha, eu não sou de comentar, mas você está com um tom um tanto agressivo nesses posts. Quando eu tinha a sua idade eu tinha uma visão mais positiva sobre a vida, sabe? Se não fosse por isso eu não teria chegado onde cheguei nessa vida.

    E depois dessa, até eu fiquei com vontade de me mandar pra casa do caralho.

    Abs

    • É meu amigo Dom, suas notas na faculdade da vida estão maiores que as minhas hein?

      Não é à toa que você é PHD em viver né não? Huahaha!

      E sua resposta para o cara das férias foi ótima, deveria ter pensado nisso…

      Abraço!

  3. Mas agora sério, teve uma vez em minha vida passada na qual eu vendia luminárias que eu respondi bem pra um sujeitinho que falou que estava a sei lá quanto tempo sem férias e eu lá reclamando.

    Respondi que “isso só prova que você tem uma tolerância maior pra ser tratado como idiota do que eu.”

    Depois eu dei um sorriso, educado, e ele riu também, amarelo.

    • isso nao quer dizer nada sor porcausa de cotidiano visto por maus olhos nao segnifica que ele foi visto de maneira e foma de mau visto e bom ver direito isso dar-me liscensa.ass beatriz siemiz……

  4. Nem tenho muito o que dizer Rafinha, sobre sua maravilhosa visão sobre as fofocas…

    Mas devo dizer que você se esqueceu de um detalhe IMPORTANTÍSSIMO!!!!!

    Quando a fofoca é “AUMENTADA”… Acho que isso é o pior… Em qualquer caso…
    E cito um pequeno caso que aconteceu com uma amiga minha esses tempos atrás…

    Ela quase foi atropelada por uma moto um dia qualquer… Ralou o braço e ganhou um corte na cabeça… Nada sério… E ela só contou sobre o acidente pro pessoal da nossa sala…
    AAAAAí… Duas semanas depois… Veio um guri do nosso curso e perguntou pra ela: “Bia, que que você tá fazendo aqui? Achei que você estivesse internada porque tinha quebrado a perna no atropelamento de carro que você sofreu…” … … … … … ¬¬’

    É FODA… E acho que por isso a fofoca leva um merecido 9,5 na escala do terror na minha opinião…

    é isso aí… E que sejamos felizes para sempre no mundo da fofoca… porque realmente não tem outro jeito…

    • Huahaha mas TODAS as fofocas são aumentadas Lini. Nunca é passado o que realmente é, senão não seriam fofocas.

      Se falassem o que aconteceu e o que se passa mesmo seria normal. “Ele não tem emprego porque está difícil mesmo arrumar.” Mas eles preferem “Ele não trabalha pq é um vagabundo filhinho de papai”, não deixa de ser aumentar e muito o fato real concorda?

      9,5 c acha? Eu dei um 9,1 pq não afeta nosso estado físico, apesar de afetar e mto o psicológico e o mental

  5. HUahUAHuhAUUHA
    uma indireta nesse final né??

    Pow.. achei o texto FANTÁSTICO.
    Sem dúvidas, o que eu mais me identifiquei até agora!
    Realmente nunca seremos bons o suficiente para as pessoas.

    Mas o negócio mesmo é ligar o foda-se e curtir a vida… já que existem muitos cuidando dela para nós!
    HUAhUAhuHA

    Excelente texto Ra.
    Parabéns!
    😉

  6. Hahahahahahhaha…
    Com certeza essa da fofoca foi demais mesmo…
    Sempre, mais sempre, tem um derrotado, perdendo seu tempo fazendo essas merdas…
    Mais fazer o que ??? O negocio é ignorar!

  7. É Ra…com certeza esse é um dos temas que se aproxima mais da maioria das pessoas…afinal, quem nunca foi alvo de fofoca?
    Ela nao afeta diretamente o fisico como vc disse mas dependendo da pessoa pode prejudicar mto mesmo o psicologico!

    Como a maioria do pessoal disse, nessa situaçao nao adianta tirar satisfaçoes nem nada do tipo…é ligar o Fod* se e deixar pra lá!

    • “…é ligar o Fod* se e deixar pra lá!”

      Huahuahuah qm fala “Fod* se” fala “Foda-se”! KKKKK!

  8. ““Que sorrisinho é esse? Horrível! Coisa de viado mesmo, tinha que ser boiola.”” KKKKKK! Podes crer! Huahua pobre DaVinci! Só mais um alvo das malditas fofocas!

    ““Ai como o Ra tá magrinho gente…”” Hauhau eu sou testemunha de que isso realmente aconteceu! Quando cresceu, além dos comentários da magreza, vieram as comparações… “Coloca ele de costas com o Alemão! Ah, o Alemão ganhou hein?! É um pouco mais alto!”

    Hauhauhuh mas sério, afeta demais o psicológico! Em 2005 eu, decido fazer uma re-educação alimentar (dieta, regime mesmo) com o objetivo de emagrecer, coisa que realmente consegui neste ano. (Pesava, no começo do ano, 98kg e cheguei a pesar 3 meses depois, 78kg) Nas fotos das férias mesmo, comparadas com as das férias anteriores, praticamente era outra pessoa mesmo. Todo mundo, inclusive eu, “achava” que, a princípio, tinha eu “secado” mesmo.
    Bom… todo mundo eu disse? HUahuah que inocência!
    Da metade das férias de verão decido viajar com o Ra para SP. Certo dia, encontramos com uma “amiga” nossa (pessoalmente do Ra e apenas de orkut/msn minha) no prédio dele. (Não citarei nomes, huahuah)
    Resumindo a história, no dia seguinte fiquei sabendo pelo próprio Rafael das seguintes palavras que a “Verônica” (nome fictício, KKK! Pra deixar a história mais interessante!) disse a ele:
    (Verônica)-“Ai Rafa ele é gordo…”
    (Ra)-“Gordo? Ele tá magro pra cacete, emagreceu mto! Ele tá forte não gordo”

    Huahuahau é brincadeira mesmo né?

    Bom, é lógico que toquei o FODA-SE né? Nessas horas, é realmente a melhor coisa a se fazer mesmo!

    Exemplos nunca faltam sobre esse assunto! Ontem mesmo eu, falando com um amigo no msn, de repente ele pra mim:

    -Mano, tô malzaço bixo
    -Que que foi mano?
    -Fiquei com aquela mina que tinha te falado numa festa
    -An…
    -Velho, muito massa ficar com ela, dando uns amassos e tals…
    -E você tá malzaço com isso?! õ.O
    -Não bixo, é que hoje demanhã falei com um amigo meu e ele disse que ela DETESTOU ficar comigo, que ODIOU que eu ficasse mexendo no cabelo dela e que não quer mais me ver pessoalmente!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!! Falei pra ele tocar o bom e velho “FODA-SE” né? E ele, sem dúvidas, aceitou meu conselho!

    O negócio mesmo é deixar entrar num ouvido e sair pelo outro, como a Dani disse! (Minha mãe vive falando isso!)

    • Esqueci de mencionar, mas dou nota 8,0 para a fofoca na escala do terror. Ela mexe muito com o psicológico e mental, mas nada com o físico e na minha opnião, apesar de contar d+ o lado psicológico, quando tem algo que afeta o físico eu pelo menos, fico pedindo para morrer na determinada hora em que isso acontece! O choro de criança e o acordar com barulho de obra já ficaram numa escala maior pois afeta o psicológico, o mental e o físico também! ;D

  9. PUTA Q O PARIU, auhauhauhuahauha “OLHAAAAA AÊÊÊÊÊÊÊÊ!!!!!!!!!!! CHEGOU O VAGABUNDO!!!!” auhauhuahuh essa eu nem conhecia sangue. É foda o pior é que vc entra em um emprego sai de outro e SEMPRE tem um corno arrombado que vem comparar o tempo que ficou sem férias, ou das privadas que tinha que limpar na sua idade. Velho primeira vez que li e rachei com as verdades que não foram caladas, se os leitores podem sugerir algum tema e se esse já não tiver sido exposto manda um “DIREITOS HUMANOS!”.

    ABRAÇO SANGUE!!!

    • Huahaha! Pode deixar que direitos humanos já está na lista de ideias. Qm tiver sugestões mande também!

      Valeu dom! Abraço!

  10. Por que tamanha prevenção contra as fofocas, Rafael? Saiba que a fofoca faz parte da natureza humana, está nos nossos genes desde a antiguidade, quando as pessoas viviam em pequenas aldeias e comunidades isoladas, sem correio, sem telefone e muito menos internet. Nessa época, a fofoca era o único meio de passar informações adiante e proteger a comunidade – se todos soubessem de tudo o que acontecia ali dentro, ficaria mais fácil resolver.
    As cidades cresceram, hoje temos até internet sem cabo, mas o gene da fofoca continua lá, entranhado em todo mundo. Prova disso é a criação do twitter, onde todos fazem fofoca até de si mesmos, e voluntariamente! E você pode não se dar conta, mas você também já fez alguma fofoquinha! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Mas, genética à parte (e para encurtar o comentário enorme), fofoca pode ser divertida, até, mas quando se faz por maldade, é a desgraça! E tudo o que você diz é a realidade. Adorei o texto!

  11. Isso é tudo verdade, meus vizinhos são uns fofoqueiros de carteirinha! Há uns que de tão fofoqueiros chegam a me seguir quando saio de casa. Querem saber o que faço, o que deixo de fazer. Graças vou me mudar logo logo desse território de mente vazias, mas a gente nunca se livra disso. Fala sério, e se ficar na sua você já está errado e se der muita confiança querem te fazer de bobo, assim não dá…

    • o louco te seguem quando sai de cada? Já passou de fofoca pra espionagem então!
      Eu conheço vc? Não to lembrado

      Valeu pelo apoio no blog!

  12. “velho, FODA-SE…não perguntei quanto tempo vc ta sem férias”

    fico imaginando essa cena vc falando isso…
    hahaha, no mínimo engraçado!!!

    o cara em vez de ficar feliz que vai ter férias, ainda reclama do cara que é novo e vai se salvar ter o mesmo destino dele… EGOÍSTA!!

  13. isso nao quer dizer nada sor porcausa de cotidiano visto por maus olhos nao segnifica que ele foi visto de maneira e foma de mau visto e bom ver direito isso dar-me liscensa.ass beatriz siemiz

  14. Rs…adorei, muito a calhar…e só uma coisa a dizer: QUE O DIABO OS TENHA! hahah


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: